A informalidade no mercado imobiliário sempre existiu, mas os riscos de fechar negócios por conta própria, sem o amparo técnico e jurídico de um profissional da área, estão cada vez mais evidentes. A começar pelo fato de que comprar ou vender um imóvel hoje não é nem de longe parecido com o que se praticava anos atrás, por gerações anteriores à nossa. As oportunidades aumentaram e a variedade de opções também é muito maior, o que por si só já exigem um bom conhecimento de mercado para que não haja nenhum arrependimento após a aquisição. Sem falar em toda a exigência técnica e dos padrões de segurança necessários para a transação de valores tão altos quanto a compra e venda de imóveis. Por tudo isso, o trabalho de um corretor de imóveis torna-se mais necessário do que pode parecer à primeira vista.

Para quem compra, não significa apenas a aquisição de um bem. Trata-se da realização de um sonho antigo, da oportunidade de melhorar a qualidade vida ou até mesmo a chance de ampliar os negócios da família. Uma compra muito importante que precisa ser ponderada e, por isso, pode demandar bastante tempo e dedicação até se concretizar. Acontece que contar com um corretor de imóveis habilitado pelo CRECI torna tudo mais fácil, afinal, está no escopo de trabalho buscar o que o cliente precisa, filtrar todas as opções que estão dentro dos critérios do cliente, acompanhar as visitas e mediar negociações.

É ele quem se encarrega de reunir todas as evidências capazes de atestar a segurança do negócio buscando documentos, certidões e negativas de qualquer débito que seja capaz de comprometer futuramente a compra do imóvel. Então além de economizar o seu tempo encaminhando as tarefas mais burocráticas, o trabalho de um corretor possibilita tomar medidas cautelares que talvez você nem tenha conhecimento e certamente não tomaria por conta própria. Além de dar toda a orientação que você precisa para simular financiamentos, optar pelas melhores linhas de crédito e encaminhar toda a documentação necessária para efetivar a compra.

Mas se a expertise de um corretor traz tantas vantagens para quem compra, você consegue imaginar como é para quem vende? Tudo começa com a avaliação do imóvel, essencial para a liquidez e para o retorno financeiro ideal. Nesse ponto, é preciso reconhecer: o valor sentimental pelo imóvel é incalculável, mas o que vende mesmo é o valor de mercado. Como nenhum imóvel tem o mesmo preço, a técnica de um profissional qualificado para definir uma avaliação justa, compatível com as características do imóvel e com o que está sendo praticado no momento, é indispensável. Por si só, esse quesito já vale o investimento, mas o corretor ainda pode apontar os diferenciais do imóvel, da mesma forma que conhece o perfil dos potenciais compradores e sabe como chegar até eles. Outros fatores importantes para quem vende é poder concentrar as propostas em um profissional só e não se preocupar com as visitas, já que o corretor fará o acompanhamento e controle necessário para manter tudo em ordem.

Para não ter erro, busque focar em um único profissional que possa se dedicar e garantir a efetividade da operação, seja ela de compra ou venda. Além disso, procure se certificar do histórico do corretor, seu tempo de experiência no mercado, a qual imobiliária está vinculado e, claro, se está devidamente credenciado ao CRECI para exercer a profissão. Tudo o que for necessário para evitar qualquer tipo de fraude ou empecilho que possa comprometer a segurança de seus negócios.