Eficiente, altamente adaptável e de baixo custo: a impressão 3D chegou ao mercado recentemente, mas já conseguiu lugar de destaque na produção de bens, na arquitetura e na construção civil — inclusive no Brasil.

a-primeira-ponte-do-mundo-feita-a-partir-de-impressao-3d1

Por aqui, a Urban 3D — uma startup criada por uma jovem de apenas 22 anos — já utiliza a impressão 3D como solução para o problema habitacional. A empresa desenvolve tecnologia para a produção de materiais construtivos mais baratos, que podem ser utilizados na impressão de paredes, casas e prédios.

Em outras partes do mundo, as impressoras 3D já começaram a ser utilizadas na construção de estruturas públicas. É o caso da Espanha, que acaba de inaugurar a primeira ponte do mundo feita inteiramente com impressão 3D.

Localizada na capital Madrid, a ponte para pedestres passa sobre um riacho no Parque Castilla-La Mancha. A estrutura foi impressa em microconcreto armado e possui 12m de comprimento e 1,75m de largura.

O responsável pela obra é o Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha (IAAC). O órgão afirma que o projeto paramétrico permitiu a distribuição ideal do material e minimizou a quantidade de resíduos através da reciclagem no processo de impressão. Tudo com máxima atenção ao desempenho estrutural da ponte, assim como em qualquer outro projeto de engenharia.

a-primeira-ponte-do-mundo-feita-a-partir-de-impressao-3d-1024x576

Em entrevista ao portal ArchDaily, o diretor do IAAC explicou que um dos desafios do projeto foi o tamanho final da peça, já que com a impressora disponível eles poderiam fazer estruturas com dimensão máxima de 2mx2mx2m.

A execução da ponte — desde a elaboração até a impressão — envolveu uma equipe de arquitetos, engenheiros mecânicos e estruturais e a administração da cidade.

Fonte: Construct Blog- Nadine Alves
Publicitária, fotógrafa e apaixonada pelo mundo da engenharia, arquitetura e inovação