Nos dias atuais, as novas gerações optam cada vez mais por alugar ao invés de realizar a compra de imóveis, e isso se dá por diversos motivos: seja por constante movimento e mudança, seja pela renda limitada de muitos jovens, ou ainda por um lifestyle onde viver o presente é a maior prioridade. Quem é inquilino quer manter um ambiente harmônico, e quem é proprietário quer manter seu imóvel conservado. Morar de aluguel não significa abrir mão do conforto da personalização; o inquilino quer transmitir sua essência, e nada mais complacente que mostrar seu acervo de vida em cada cantinho de seu apartamento, por exemplo. 

Por ser um imóvel alugado, o locatário deve se atentar a alguns cuidados justamente para não ter dor de cabeça na hora de devolver o apê. A Lei do Inquilinato estabelece direitos e deveres de ambas as partes que vale a pena você conferir se estiver pensando em alugar um imóvel. Por isso, abusar da decoração é a melhor saída, e nós vamos te dar uma forcinha! Separamos aqui oito dicas para você se inspirar:

1) Nada de exageros ao furar paredes

Por se tratar de um imóvel alugado, o inquilino deve devolver o apartamento no mesmo estado que recebeu (com os mesmos azulejos, cores, móveis etc.). Por isso, furar demais as paredes vai te dar trabalho no futuro, pois você terá que tapar todos antes de sair. O melhor a se fazer é usar fita dupla-face na hora de fixar quadros e fotos na parede, por exemplo. Além de deixar o ambiente mais harmônico, reduz gastos futuros.

2) Invista no que vale a pena

Móveis modulares e de fácil transporte são excelentes opções para incorporar em seu apê. Nada de móveis planejados! Por serem exatamente como o nome sugere – planejados – foram feitos especialmente para o espaço em questão. Por isso, invista em móveis do seu agrado, mas que você possa levá-los embora quando for se mudar novamente. Uma ótima dica é se inspirar nos conceitos minimalista ou naturalista, por exemplo, aplicando o que mais se encaixa com a sua vibe. 

3) Objetos que refletem a sua personalidade

Invista em quadros e fotos que refletem o que você gosta. Pode ser um quadro de uma paisagem, uma pintura da sua amiga artista plástica, uma foto Polaroid com seus amigos naquela última viagem à praia… Coloque sua criatividade para funcionar! Como já citado acima, furar a parede não é uma boa ideia. Por isso, cole seus objetos com fita dupla-face, por exemplo. Uma ótima ideia é você fazer um varal de mini fotos na sua sala de estar; ou ainda, uma estante cheia dos seus livros preferidos. Caso você possua poucos, há ainda existem “sebos” espalhados pelo Brasil que vendem a modalidade de “metros de livros”: uma quantia específica de exemplares por um preço bastante acessível. Pesquise em sua região! Vale a pena investir na harmonização do seu ambiente.

4) Abuse dos tapetes e cortinas

Como mudar o piso não é uma ideia muito viável, invista em tapetes! Além de deixar o ambiente muito mais aconchegante, ainda promovem um visual incrível, isolam o som e deixam seus pés quentinhos no frio. Já as cortinas dão um charme a mais, e também são complementos perfeitos pro seu apê. Na cozinha, vale a pena usar cortinas coloridas; na sala e no quarto, opte por tecidos da modalidade blackout. 

5) Invista em cores

Ao sair de um imóvel alugado, uma das exigências dos contratos é devolver ao locatário com as cores originais. Por causa disso você pode investir em cores para o seu apartamento! Pinte sua sala, faça degradês ou ainda aplique a arte urbana na sua casa. Ideias não faltam para esse momento. Além de tintas, você também pode optar por papéis de parede!  E, em algumas lojas de departamento, a metragem sai bastante acessível, e você pode colocar a imaginação a solta na hora de combinar estampas. Lembrando que, na hora da devolução, o apê deve estar nas cores previstas no contrato, ok?

6) A iluminação faz toda a diferença

A iluminação ideal deixa seu ambiente confortável e com a sua cara. Por isso, reserve uma grana e compre abajures para seus cômodos, luminárias para sua escrivaninha, ou ainda fitas de led para colocar no seu quarto e deixar no clima ideal. Opções não faltam!

7) Garimpe o que não é mais necessário

Sabe aquela cômoda que não te agrada mais e está estragando o visual do seu quarto? Pois é, livre-se dela! Você pode vender seus móveis que não fazem mais sentido pra você ou ainda trocar por outro que você necessite com algum conhecido. Nos dias de hoje, é muito comum ver grupos de trocas e vendas nas redes sociais, brechós solidários ou ainda lojas especializadas no resgate de móveis. Além de se desfazer daquilo que não te agrada, pode te render uma grana extra no final do mês. Mas, é importante frisar: você só pode se desfazer de móveis que são seus. Móveis que já estavam no imóvel precisam permanecer, e podem apenas ser retirados com a autorização do proprietário.

8) Negocie com o proprietário

Mas, se depois de tudo isso você ainda tem muita vontade de fazer alguns reparos e encarar uma obra antes de se mudar para o apartamento alugado, tente negociar com o proprietário essas benfeitorias e encontrar um acordo financeiro com ele. Por exemplo, trocar um rejunte, fazer a pintura de pisos e azulejos, trocar portas de armários e dobradiças, entre outras coisas que podem valorizar o imóvel. Todo mundo sai ganhando: você entra na casa com a sua cara e o dono do apê tem mais chances de alugar novamente posteriormente.